O conflito de Gaza pode roubar meu coração.

POEMA: PRECISO APRENDER A GUARDAR MEU CORAÇÃO.

Parte 1 Meu coração.

 

Preciso aprender a guardar meu coração,

Antes que o conflito de Gaza mine qualquer ação.

Se eu não reagir diante de iminente ameaça,

Não conseguirei guardar o outro coração.

O que carrego em uma das mãos.

coração gaza
Imagem: Pixabay

 

Mas guardar o coração em uma das mãos causa tremendo desconforto.

Ele fica exposto a todas as intempéries.

Se já não consigo guardar o de dentro,

Conseguirei guardar com fervor o de fora?

Coração fora tem o risco da infecção.

Poderia muito entrar em putrefação.

 

Lembro que tenho sido capaz de guardar tantas coisas na vida.

Não conseguiria guardar o outro coração?

Sei muito bem da dificuldade de cuidar do de dentro,

Ciência tenho da dificuldade para cuidar do de fora.

 

Dificuldade que está na iminente ameaça de Gaza,

Que pode minar qualquer ação.

Gaza quer minar a vida.

Roubar o segredo,

Que está em minha mãos.

Parte 2 Meu coração.

Preciso aprender a guardar meu coração,

Antes que o conflito de Gaza mine qualquer ação.

Dizem que o segundo coração duplica anos de vida.

Talvez triplica ou quadruplica.

Isso só pode ser pura enganação.

 

Expor-se, porém, é a mais fraca das armas,

Se não souber guardar o segundo coração.

 

Gaza é se expor.

Perder a vergonha de si.

Quanto mais se expor,

Mais fora o coração.

guerras-coração-paz
Imagem: Pixabay

 

Com reza, oração ou confissão,

Preciso guardar meu coração.

Caso contrário, o conflito de Gaza pode minar qualquer reação.

 

Conflito que não é geográfico.

Este o pior dos conflitos.

Vem de dentro para fora.

Não aceita qualquer filtro.

Tudo isso pode acontecer,

Se o conflito de Gaza roubar meu coração.

 

Aliás, coração que é coração,

Não deve ficar exposto,

Mesmo que seja o segundo coração.

 

Coração exposto na mão não é lugar para guardar o coração.

Melhor guardado do que mais um peso na mão.

Esta tem que ficar livre,

Mas para isso preciso aprender a guardar meu coração.

 

Brasília, 9 de novembro de 2018.

 

Preciso aprender a guardar meu coração. Poema de Bomani Flávio

 

Clique aqui para curtir a página no facebook
Clique aqui para curtir a página no instagram

 

 

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: