Vem das terras de dentro a minha felicidade.

POEMA: VEM DAS TERRAS DE DENTRO A MINHA FELICIDADE.

 

Parte 1 A felicidade.

 

Vem das terras de dentro a minha felicidade.

Não vem das deslumbrantes terras de fora.

Meu estado de felicidade vem das terras de dentro,

De onde se encontrará o epicentro.

Do contrário, como tiraria essa terrível camisa de força,

Que me deixava infeliz?

Agora quero manter esta serenidade,

Para continuar a ser feliz.

felicidade
Imagem: Pixabay

 

Quem consegue tirar a camisa de força,

Será bem feliz.

Mas, se não conseguir,

Lutará a vida toda,

Para destruir essa estranha raiz.

 

Camisa de força que vem de fora,

Das opressoras terras de fora,

Para fincar a bandeira de que não vai cair fora.

 

Onde tem cenário, incrivelmente tem lei,

Que eu, por força, aceitei.

 

Camisa de força que também é uma praga,

Que a pessoa estraga.

Típica de quem mora na cidade.

Não escolhe idade,

Mas gosta de ambiguidade.

 

Vem das terras de dentro a minha felicidade.

Não vem das terras de fora.

Joguei fora muitas vulnerabilidades,

Para viver certa unidade.

Mas como se livrar da camisa de força?

Ninguém sabe a receita.

Eu tirei a minha por causa de uma vida insatisfeita.

Se não se respeita,

Certamente vai viver uma vida direita.

Imposição das terras de fora.

 

Brasília, 07 de agosto de 2019.

 

Vem das terras de dentro a minha felicidade. Poema de Bomani Flávio.

 

Clique aqui para curtir a página no facebook

Clique aqui para curtir a página no instagram

 

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: