Eu não consigo voltar atrás.

   POEMA: EU NÃO CONSIGO VOLTAR ATRÁS.

Parte Arrependimento.

 

 

Eu não consigo voltar atrás,

Por causa do arrependimento.

Eu não consigo voltar atrás,

Para a vida reta que eu tinha.

Se quiser recuperar a vida caretinha,

Não vá para Guizar,

Onde não terá uma vida certinha.

arrependimento
Imagem: Pixabay

 

Porque Guizar desafia as regras,

Onde lá não são efêmeras.

Se quiser se corromper,

Ali você vai se romper.

 

Se eu soubesse que aqui não tinha sol,

Para ajudar aonde pisa,

Eu teria trazido um tremendo farol.

 

Então não esqueça de viver uma vida reta,

Se achar que não seja coisa de careta.

Lascívias ou corrupção,

Tudo presente em Guizar,

Lugar onde o ser entra em contradição.

 

Quanto mais contradição na vida,

Mais próximo de Guizar.

Mas se não se apega a regras,

Que podem atormentar o coração,

Às vezes por anos ou décadas,

Em Guizar não se precisa de uma vida íntegra.

 

Aliás, talvez Guizar nunca venha a existir,

Não importa onde esteja,

Nem precisará voltar atrás,

Se o coração fizer tudo para se sentir feliz.

 

 

Brasília, DF, em 06 de outubro de 2019.

 

 

Em Guizá, não consigo voltar atrás. Poema de Bomani Flávio.

 

Fonte de inspiração: https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2019/10/03/russo-processa-apple-e-diz-que-aplicativo-do-iphone-o-fez-virar-gay.htm Acesso em: 03;10;2019.

 

Clique aqui para curtir a página no facebook

Clique aqui para curtir a página no instagram

Fechar Menu
%d blogueiros gostam disto: